Notícia

Produtores de leite distinguidos em ano bom

Produtores de leite distinguidos em ano bom

O ano de 2014 foi "muito bom" para a produção de produtos lácteos, chegando a ultrapassar até os valores do ano passado.
Quem o diz é o presidente da UNICOL, João Couto, no âmbito da segunda edição dos prémios atribuídos por aquela instituição aos produtores de laticínios da ilha Terceira.
"O ano foi muito húmido, houve muita erva e uma boa produção de milho", diz o presidente da UNICOL, o que acabou por beneficiar a produção de laticínios.
Para além do melhoramento dos fatores de produção, também houve "maior consumo por parte das pessoas", o que acabou por complementar o panorama.
Este concurso da UNICOL, criado no ano passado, atribuiu, este ano, sete prémios relativos a três escalões de produção.
Foram atribuídos dois prémios até 100.000 litros produzidos (3º escalão), três prémios de 100.000 a 300.000 litros produzidos (2º escalão) e mais dois a partir de 300.000 litros (1º escalão).
O aumento da produção regista-se, também, quando se compara os números máximos produzidos nos dois anos em que se realizou o concurso.
Segundo João Couto, um dos premiados no primeiro escalão deste ano produziu mais do que qualquer outro do ano passado, tendo havido mesmo um aumento generalizado da produção de lacticínios em todos os escalões.
O objetivo deste concurso anual da UNICOL é, segundo o seu presidente, premiar os produtores mais esforçados e "fazer ver que a UNICOL está atenta" ao panorama da produção de lacticínios na ilha Terceira.


2014-12-23 por Alfredo Emílio Silveira de Borba (borba) em Diário Insular

Notícias

AcessibilidadeD. XHTML CSS
Desenvolvido por UAc © 2017 | Termos de utilização